Gestão compartilhada reforça trabalho coletivo no contexto escolar

Por Cláudio Ferme

A gestão compartilhada da educação se preocupa com a construção de um trabalho coletivo no contexto escolar que traduza a realidade de educadores e alunos, buscando despertar competências para uma sociedade humanizada. Eis a essência da explanação do professor Cláudio Castro Sanches na palestra “Gestão compartilhada e trabalho coletivo na Educação”, em que enfatizou a importância da interação entre gestores, educadores, professores, alunos e responsáveis com o objetivo de estabelecer uma pedagogia do bom senso e do respeito às diversidades. A palestra fez parte da programação do Congresso Rio de Educação 2015, no dia 8 de agosto.

Na visão do palestrante, existe um fosso que separa os professores e os alunos nas escolas brasileiras, motivado por profundas deficiências formativas do corpo docente. Tanto as lideranças educacionais como os professores precisam compreender que só se constrói a mudança desse quadro com a valorização de opiniões nem sempre convenientes, mas que provocam reflexões. “As lideranças devem formar novas lideranças, em vez de seguidores; os professores têm de aprender a ser encantadores de aprendizes”, argumenta Sanches.

IMG_3724
Cláudio enfatizou a importância da interação entre gestores, educadores, professores, alunos e responsáveis – Foto: Bruno Fabregas

O contexto da realidade vivida pela comunidade escolar define o que é qualidade da educação. A partir do princípio de interação contexto-educando-contexto, a gestão compartilhada constitui um instrumento valioso para superar as dificuldades do processo de aprendizagem por meio de atitudes de abertura às mudanças. Porém, é necessário que os educadores saibam discernir o viés coletivo da missão educacional.

“Na gestão compartilhada, o bem-estar coletivo está acima do individual. Trata-se de um trabalho que envolve pensares, decisões, planejamentos, fazeres, monitoramentos, etc., em busca de respostas para a qualidade desejada e o crescimento de todos os envolvidos nos processos educativos. O desgaste do atual modelo de gestão da escola, baseado no excesso de rigor insensível às vocações e às peculiaridades dos alunos, pede mudanças fundamentadas no caráter exemplar e no bom senso”, explica.

IMG_3733
Valores imprescindíveis à educação e ao trabalho coletivo, despertados com a gestão compartilhada, foram destacados na palestra – Foto: Bruno Fabregas

Um exemplo sintético dessa postura de ampla interação, segundo Cláudio, seria a conscientização dos educadores quanto ao prazer de estar e aprender com pessoas diferentes, vivenciando o ciclo aprendiz-educador-gestor-aprendiz. Isto representaria a recuperação do olhar generoso do professor e, em consequência, a reabilitação do processo de aprendizagem. No contexto da sala de aula, muitas vezes o docente utiliza vocabulário que não é entendido pelos estudantes, o que exige até mesmo uma compreensão de seu peculiar universo linguístico.

De acordo com o educador, a gestão compartilhada eficiente tem de ser exercida por lideranças sintonizadas com os “fazeres” compartilhados com a comunidade escolar. Antes de tudo, deve-se ter presente que liderança é algo diferente de chefia, pois inspira os demais integrantes do grupo pedagógico e suscita o surgimento de novos líderes comprometidos com a pedagogia do bom senso. Para exercer tal liderança, torna-se indispensável a adoção de medidas como a construção permanente de competências, o foco em resultados e, sobretudo, a capacidade de integrar. Além disso, é necessário estar sempre aberto às mudanças e demonstrar caráter exemplar.

Muitos valores imprescindíveis à educação e ao trabalho coletivo são despertados com o emprego da gestão compartilhada, como: afeto, foco nas tarefas, hábitos positivos, competências, habilidades, motivação, ideias, conhecimento, lideranças, etc. “O bom senso resultante da ação pedagógica de grupo advém do conhecimento originado da interação comunitária. Essa prática educacional reforça nos alunos a capacidade para refletir e a habilidade para fazer, elementos fundamentais para a construção de uma sociedade mais humanizada”, ressaltou.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: